Seu chefe tem alguma dessas características? Então ele não é um bom chefe

A matéria do Yahoo! traz a entrevista de Marcia Vazquez, Gestora do Capital Humano e Educação Corporativa da Thomas Case & Associados, para falar sobre sinais de que você tem um péssimo líder. Marcia lista algumas dicas e alertas sobre o tema para os leitores.

Por Melissa Santos

“Manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Se no seu trabalho é essa regra que impera é bem provável que você não tenha um líder, mas sim um chefe. Não, as duas palavras não são sinônimas… Bem pelo contrário, esses dois profissionais têm diferenças comportamentais enormes.

“O líder forma e mantém equipes de alta performance, apresenta habilidades para recrutar pessoas, reter talentos e motivar os subordinados, além de promover uma visão de time. Já o chefe é aquele que se vale de poder hierárquico para direcionar uma equipe, independente dos propósitos individuais, e só pensa nos resultados acima de tudo”, resume Marcia Vazquez, especialista em coaching e gestora do capital humano e de operações na Thomas Case & Associados, consultoria de gestão de pessoas e de carreiras.

Esse tipo de postura faz com que os funcionários liderados por ele parem de ter engajamento, perdem o entusiasmo e a energia vital no trabalho, além de aumentar o mau humor e ansiedade.

Se essa má postura de liderança impacta a convivência da equipe, imagine para o sucesso da organização… É que o líder tem a missão de contratar funcionários e desenvolver os que já estão na companhia. “Portanto, o líder precisa identificar o que esses profissionais são capazes de aprender e transformar profissionais em talento”, fala Marcia.

Marcia e Felipe Avena, gerente sênior da Michael Page, consultoria especializada em recrutamento, listam quais são os sinais de que você é um chefe e não um líder:

1) Quando não apresenta uma atitude positiva
Ao não adotar uma postura positiva diante do trabalho, isso não afeta apenas o líder, mas também toda equipe, que identifica que o próprio superior não tem prazer no que faz.

2) Não preza pelo autodesenvolvimento
Deixar de adquirir novas habilidades e conhecimentos é ruim para todos que trabalham na empresa. A consequência é ter alguém em um cargo de liderança sem crescimento pessoal e profissional.

3) Falta de autogestão
Se o profissional não sabe demonstrar corretamente motivação, atitude e autocontrole, isso é um sinal de que ele não é um bom líder.

4) Falta de cuidado
É preciso ter sensibilidade em relação às atitudes, sentimentos e necessidades das pessoas com quem você trabalha.

5) Falta de relacionamentos colaborativos
A ausência desses relacionamentos atingem os objetivos atuais e futuros dos subordinados e da empresa.

6) Dificuldade em promover a diversidade
Um bom líder respeita e valoriza as diferenças individuais de cada profissional para, no fim, obter o resultado desejado.

7) Falta de comunicação
Se não há comunicação direta e periódica, situações comuns nunca são tratadas como deveriam e problemas começam a aparecer.

Identificou alguns desses sinais?

Se você está em um cargo de liderança e identificou que está comentando alguns dos erros acima, calma! Primeiro busque um mentor, alguém mais experiente e que possa fazer você ‘oxigenar a mente’ e pensar diferente.

“Todos nós estamos em desenvolvimento pessoal e profissional e podemos construir um futuro diferente. Este mentor pode acompanhar este líder e ver tudo que ele faz, pelo que passa, suas fortalezas e fraquezas, ajudando-o a identificar ameaças e gerar oportunidades. Uma verdadeira análise SWOT”, indica Marcia.

A gestora do capital humano e de operações na Thomas Case & Associados também recomenda buscar feedbacks francos com pares, subordinados, superiores e profissionais de RH.

“Cursos e treinamentos também são caminhos possíveis, sem contar que um programa de coaching também pode funcionar muito bem”, finaliza.

Link para acompanhar a reportagem na íntegra: https://bit.ly/2KoD221

Thomas Case & Associados

Ao longo de 41 anos de atividades, nossos especialistas em Transição de Carreira, Outplacement, Coaching, Executive Search e Desenvolvimento contribuem com reportagens para diversos veículos de comunicação do país, por isso, a Thomas Case & Associados é considerada uma das principais fontes para consultas.