5G ao Brasil pode criar empregos que pagam em média R$ 13 mil por mês

 

Nova geração da internet vai abrir oportunidades para profissionais de diversas áreas que tiverem a capacidade de lidar com o mundo digital.

Começando por Brasília, nosso país começou a receber na primeira quinzena de julho o 5G, a nova geração de internet móvel que promete ser até 100 vezes mais rápida do que o 4G.

O 5G traz uma série de promessas que devem ampliar ainda mais o papel da internet em nossas vidas e na economia: possibilidade de ligar inúmeros objetos à rede, conexão ultrarrápida, captação e tratamento intenso de dados e informações…

Confira o conteúdo produzido e apresentado por Empiricus e publicado pela Exame.

Resumo:

Oportunidades à vista

Novas vagas e salários mais atrativos

A preparação para quem quer essas vagas deve começar agora

Oportunidades à vista

 

E é claro que, junto a isso, surgirão uma infinidade de oportunidades para ganhar dinheiro.

A tendência é a de que o mundo dos negócios e o mercado de trabalho sejam ainda mais inundados por conceitos como: Machine Learning; Inteligência Artificial; Metaverso; Análise de Dados; Metodologias Ágeis.

Se esses conceitos hoje são parcialmente restritos aos profissionais de tecnologia, no futuro será obrigatório para qualquer empreendedor ou líder dominá-los para obter sucesso, já que todo modelo de negócio terá de estar integrado à nova internet, chamada por muitos de Web 3.0.

Isso valerá para diversas áreas de uma grande empresa, do marketing ao financeiro, bem como para vários segmentos do empreendedorismo, desde startups até o comércio mais tradicional.

Novas vagas e salários mais atrativos

 

Além de exigir mais de empregos e negócios que já existem (o que abre oportunidades de crescer e ganhar mais para quem estiver preparado), a nova revolução da internet e as carreiras promissoras ampliará a demanda por profissionais capacitados, além de criar empregos e modelos de negócio que ainda nem existem. 

Um bom exemplo é o chamado Agile Coach, profissional hoje responsável por implementar metodologias ágeis em grandes empresas, de modo a tornar os processos mais rápidos. Para executar essa atividade, não é preciso ser programador ou especialista em TI, mas é necessário entender e transitar bem no digital.

Em grandes empresas, por exemplo, esse profissional, que não precisa de faculdade, ganha cerca de R$ 13 mil de salário, sem contar bônus semestrais e benefícios como Plano de Saúde, Vale Alimentação e Previdência Privada.

 

(Glassdoor/Reprodução)

 

Além disso, as oportunidades em tecnologia devem crescer ainda mais. Isso inclui tanto quem já trabalha no ramo, que poderá se especializar em novas áreas, como quem deseja migrar de carreira.

De fato, a tendência é de que o número de profissionais disponível não cubra todas as vagas demandadas; portanto, a transição de profissionais de outras áreas para um segmento que remunera muito bem será algo extremamente natural.

A XP Investimentos, por exemplo, já anunciou que abrirá uma faculdade própria para formar profissionais de tecnologia, tamanha a falta de oferta no mercado.

 

(G1/Reprodução)

 

Para uma empresa muito desejada e famosa pelos seus “gordos” salários estar agindo assim, é fácil imaginar o tamanho do “buraco” de falta de profissionais, que deve se ampliar ainda mais…

A preparação para quem quer essas vagas e oportunidades deve começar agora

 

Quem deseja estar bem-posicionado profissionalmente para aproveitar as oportunidades dessa revolução da internet precisa começar a se preparar agora.

Se você é um profissional de tecnologia que quer se especializar, está em busca de transição de carreira ou mesmo deseja empreender ou ser um líder numa grande corporação no futuro, é fundamental que você conheça todos os conceitos de que te falei no início desse texto.

Afinal, é preciso já estar pronto para a oportunidade quando ela surgir. Da mesma maneira que não adianta começar uma dieta uma semana antes do verão, quem decidir conhecer a Web 3.0 daqui alguns anos já estará “atrás” no mercado.

Este é um conteúdo produzido e apresentado por Empiricus e publicado pela Exame.

Link da publicação: https://bit.ly/3RLyLZd

Últimas notícias