Referência em RH, Thomas Case & Associados faz 45 anos, comemora bons resultados e tem expectativa de crescimento para 2022

Pioneira em cadastros de currículo pela internet, consultoria liderada por Norberto Chadad projeta 20% na procura por serviços como recrutamento e seleção em 2022.

Confira a matéria completa publicada no Mundo RH!

A Thomas Case & Associados, fundada em 1977, completa 45 anos de história. Criada para atender às demandas de recolocação de executivos, setor que se profissionalizava e se preparava para os avanços do país na década de 1970, a consultoria lançou no ano seguinte uma divisão de recrutamento e seleção com o objetivo de facilitar as contratações, marcando um avanço significativo tanto para os candidatos a emprego como para os empregadores.

Pioneira na criação do cadastro online de currículos e vagas em 1996, quando nasceu a Catho Online, o primeiro site brasileiro de transmissão de informações profissionais, a Thomas Case & Associados hoje é líder no fornecimento de soluções de RH, atendendo a uma variedade de ciclos de carreira e estágios organizacionais, como: planejamento, transição de carreira e recolocação, outplacement individual e em grupo, recrutamento e seleção, programas de assessment, coaching, programa de aposentadoria/pós-carreira e treinamentos.

Diante de todos os avanços do mercado de Recursos Humanos, a consultoria nacional, hoje comandada por Norberto Chadad, com sede na em São Paulo, comemora. Em quase meio século de história, atendeu mais de 50 mil pessoas e se orgulha de assessorar mais de 11 mil empresas no Brasil inteiro. Somente em 2020 e 2021, no auge da pandemia, foi uma das consultorias que mais recolocou: 1110 pessoas. “Levando em consideração a situação do mercado de trabalho causada pela pandemia e pela crise econômica, é um número surpreendente, fruto de muito trabalho de toda a equipe. Nossa meta maior é oferecer novas oportunidades de carreira às pessoas e temos orgulho de cumprir sempre com esse objetivo”, revela Chadad, presidente da Thomas Case & Associados.

Norberto Chadad – o engenheiro que virou facilitador de gente –, está à frente da consultoria desde 2007. Sua história de começo é curiosa. Cliente de transição de carreiras da empresa por três vezes, recebeu o convite do fundador da empresa, nome que batiza a consultoria – Thomas Case, a se associar.

“Relutei, pensei, afinal não era a minha função principal, eu sou engenheiro, mas me orgulho hoje de ter aceitado o convite do Senhor Thomas Case, com muito aprendizado. Após dez anos ao seu lado, assumi a presidência com o afastamento do fundador. Sou feliz com o legado e com o que nos tornamos: uma empresa nacional referência em Recursos Humanos”, relembra Chadad.

Norberto Chadad, presidente da Thomas Case

Bons resultados em 2021 e boas expectativas para 2022

A consultoria comemora os bons resultados conquistados em 2021 e está otimista para 2022. Com a pandemia, a empresa viu em seus serviços soluções para empresas e pessoas, maneiras de melhorar a fase vivida.

“Em tantos anos de atuação, nunca pensamos em viver uma pandemia e uma nova guerra, como a da Ucrânia. Como para todos, vivemos uma época mais dura. Mas, ao mesmo tempo, temos um bom momento nos serviços, principalmente de recolocação profissional e recrutamento e seleção, afinal, o RH é um serviço cada vez mais importante de relacionamento com as pessoas”, revela o presidente Chadad.

A consultoria sentiu aumento de 20% na procura por serviços direcionados para empresas como assessment e recrutamento e seleção, foram trabalhadas 126 vagas no último ano. A consultoria recolocou mais de 637 profissionais, 36% a mais que em 2020. Em 2022, esse número já cresceu 15%. Além da forte alta na procura por novos profissionais e recolocações, a Thomas Case & Associados sentiu também aumento de 10% na busca de pessoas físicas por transição de carreira.

“A pandemia também foi um momento em que muitos repensaram suas vidas profissionais e buscaram ajuda para que a transição ocorresse de maneira segura”, reforça Chadad.

Para 2022, a empresa é otimista e espera crescimento. Segundo Chadad, as dificuldades econômicas pós-pandemia e com a guerra na Europa são empecilhos para todos, mas acredita que é possível alcançar bons resultados.

“Queremos crescer 20% neste ano tanto nos serviços para profissionais quanto para empresas. É um número pé no chão. Embora a crise, o mercado de trabalho está em um movimento de recontratação diferente. O mercado está mais ativo e com algumas tendências como o oferecimento de salários menores e com maior exigência de habilidades. O que há dois anos era diferente: havia uma oferta de bons salários equalizada a maior exigência de habilidades”, revela Norberto Chadad.

O novo RH

Quando questionado sobre o cenário de mudanças do mercado de recursos humanos, que busca mais qualificação pagando menos, o executivo admite que as consultorias de RH podem ajudar a melhorar essa situação, e que ações que promovam a felicidade no trabalho são essenciais tanto agora quanto no futuro.

“Acredito que faz parte de um movimento global, mas não é o ideal para a empresa ou para os trabalhadores. Veja, são pessoas ganhando menos e mais exigidas. Isso proporciona um clima de infelicidade, empresas com mais turn over e problemas de relacionamento. O maior desafio do mercado atualmente é oferecer incentivos e benefícios financeiros que estimulem empresas e profissionais a se tornarem mais produtivos e de alta qualidade”, ressalta Chadad.

Link da publicação: https://bit.ly/3GaYPYt

Últimas notícias

Transição de Carreira

Carreiras promissoras

Com as mudanças e inovações colocadas nos últimos anos, hoje, quais as profissões, áreas e habilidades essenciais para os supermercados?

Saiba mais »